CMDCA-Rio realiza assembleia extraordinria em novembro

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA-Rio) realizou neste dia 18 de novembro uma assembleia extraordinária. Na abertura do evento foi abordado o tema da eleição dos conselheiros de direito representantes da sociedade civil para 2020, onde ficou decidida a composição da comissão eleitoral, que terá pelo governo Geciel de Almeida (Guarda-Municipal), sociedade civil Patricia Quental (Fundação Mudes) e Adolfo Breder, representante do Fórum DCA. Ficou definido que o processo de escolha deverá ser organizado até o dia 28 de fevereiro de 2020. Lembrando que qualquer instituição cadastrada no CMDCA-Rio pode participar do pleito. A deliberação foi finalizada e aprovada.

O segundo ponto da pauta foi a votação e aprovação da deliberação 1.363/2019, que trata da alteração na composição do GT de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto. Na sequência, foi discutida a capacitação dos Conselheiros Tutelares eleitos para o mandato 2020 a 2023, por meio da deliberação 1.361/2019, que abordou o financiamento no valor de até R$ 50 mil da capacitação pelo Fundo Municipal para Atendimento dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMADCA). O recurso será destinado para a produção de material didático, de higiene, alimentação e demais custos necessários. A deliberação foi aprovada. A data será definida em breve, pois depende da disponibilidade dos palestrantes.

A presidente do CMDCA-Rio Carla Marize Silva informou aos presentes que mediante a recomendação do Ministério Público para que seja realizada a recontagem dos votos das eleições de Conselho Tutelar, a comissão eleitoral conseguiu o espaço do Clube dos Servidores para a realização do mesmo.

O último ponto da assembleia foi a leitura dos informes. Participaram da assembleia os integrantes do conselho, entidades membros do CMDCA-Rio, conselheiros tutelares e demais interessados.