Oficina sobre protagonismo juvenil rene 80 adolescentes para lembrar o Dia 18 de Maio

O Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA-Rio) foi um dos realizadores neste dia 21 de maio de uma oficina sobre Protagonismo Juvenil, do Comitê de Proteção Integral, que tem como público alvo jovens de 15 a 17 anos dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) – que coordenou a ação, que foi realizada na Associação de Magistrados da Justiça do Trabalho (AMATRA).

- O objetivo da oficina é discutir a questão da violência sexual contra crianças e adolescentes a partir da realidade deles e, assim, oferecer a eles o protagonismo da fala - afirma a conselheira do CMDCA-Rio, Paula Caldas.

O Dia 18 de Maio é lembrado nacionalmente como a data de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Sendo assim, o Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA-Rio), em parceria com diversas instituições governamentais e não governamentais, no exercício de sua função de formulador de políticas públicas voltadas à proteção do público infanto-juvenil, está promovendo uma série de eventos para discutir ações de combate a esta prática.

O evento teve como facilitadores Denise Neri, Gabriel Naegele, ambos da SMASDH, além de Wanessa Alencar e Lucas Marçal, do RAP da Saúde, tendo este último detalhado a ação.

- Estamos aqui para falar de jovem para jovem e, para isso, o mais importante é nos colocarmos na situação. Queremos abordar temas como a violência no namoro, no ônibus ou na escola. Até porque, às vezes, não identificamos um determinado fato como sendo uma violência, mas é – explicou.

Mateus Felipe da Silva, de 18 anos, do CRAS Tijuca, foi um dos 80 participantes da oficina e deu a sua opinião.

- Gostei de participar da capacitação. Acho que serviu para expandir a minha visão sobre o tema de direitos humanos e fiquei com vontade de pesquisar mais sobre o tema – resumiu.