Serviços
Serviços
Agenda Assembleia
19 de Fevereiro 14 às 17h
12 de Março 14 às 17h
09 de Abril 14 às 17h
14 de Maio 14 às 17h
11 de Junho 14 às 17h
09 de Julho 14 às 17h
13 de Agosto 14 às 17h
10 de Setembro 14 às 17h
10 de Outubro 14 às 17h
12 de Novembro 14 às 17h
10 de Dezembro 14 às 17h

Notícias

21.08.2018

Quarta Pré-Conferência promovida pelo CMDCA tem recorde de participantes



Evento que contemplou as regiões de Bangu, Campo Grande e Santa Cruz contou com 231 pessoas, incluindo um grande número de crianças e adolescentes

A quarta Pré-Conferência promovida pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA-Rio), que aconteceu nesta terça-feira, dia 21 de agosto, contou com a presença maciça de crianças e de jovens, entre os 231 participantes. Thais Santos, de 16 anos, do CRAS Cecilia Meireles e moradora de Campo Grande foi uma das presentes.

- Estamos aqui para reivindicar os nossos direitos e queremos dialogar sobre o que falta para termos um sociedade mais justas. Sabemos que o racismo ainda existe e que os jovens moradores da periferia sofrem com um política excludente. Além disso, precisamos defender nosso direito de ir e vir – afirmou.

O conselheiro do CMDCA-Rio, Carlos Roberto Laudelino, destacou em seu discurso, durante o evento de abertura, sobre a importância da realização das Pré-Conferências.

- Este evento, assim como os demais, nos permite realizar um diagnóstico parcial em relação a vulnerabilidade de cada território. Temos a oportunidade de observar como os jovens estão se portando em relação aos temas abordados aqui. Essa é uma ferramenta importante para que o CMDCA-Rio possa definir suas prioridades de projetos – explicou.

O objetivo principal de cada uma das cinco Pré-Conferências é, a partir da mobilização da representação de órgãos públicos e também da sociedade civil, em cada território levantar os avanços e desafios enfrentados para a efetiva implantação da Política de Atendimento à Criança e ao Adolescente e a Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências contra o público infanto-juvenil, a partir do fortalecimento dos Conselhos de Direitos.

O evento antecede a XI Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e englobou as regiões de Bangu, Campo Grande e Santa Cruz, das Coordenadorias de Assistência Social e Direitos Humanos (CASDHs) 8ª, 9ª e  10ª.

- É importante possibilitarmos aos jovens que tenham voz e atuem como protagonistas. As políticas públicas precisam ser construídas por eles. Afinal, ninguém melhor do que este público para nos mostrar como eles sentem a oferta dos serviços públicos – destacou a coordenadora do 9ª CASDH, Rosa Alves.

O encontro contou com a presença de representantes de entidades ligadas à rede de proteção de crianças e adolescentes, representantes governamentais, da conselheira Carla Silva, além do Carlos Roberto Laudelino.

Os temas discutidos na Pré-conferência foram:

- Garantia dos Direitos e Políticas Públicas e Inclusão Social;

- Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Crianças e Adolescentes;

- Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes;

- Participação, Comunicação Social e Protagonismo de Crianças e Adolescentes;

- Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas de Promoção, Proteção e Defesa das Crianças e Adolescentes.

Os resultados de discussões e produções realizados nas cinco Pré-Conferências serão encaminhados para a comissão organizadora municipal, estaduais/distrital dos direitos da criança e do adolescente, 15 dias após a sua realização, bem como, servirão de subsídios para debates nas conferências municipais, estaduais/distrital, regionais e nacional.

A próxima Pré-Conferência será realizada dia 28 de agosto de 2018, nas regiões do Centro, Zona Sul e Tijuca (1ª e 2ª CASDHs).

Local: Instituição Casa do Pobre

Endereço: Rua Hilario de Gouveia, 36, 3ª andar - Copacabana

Horário: 8h às 13h

Sobre o CMDCA-Rio

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente é um órgão criado por lei para formular e deliberar políticas públicas relativas a crianças e adolescentes, em conjunto com as áreas de saúde, meio ambiente, assistência social, educação, entre outras. Controla as ações em todos os níveis e organiza as redes de atenção à população infanto-juvenil, promovendo a articulação das ações, das entidades e dos programas da sociedade civil e dos governos. Em sua trajetória, o Conselho já deliberou a política de atendimento às crianças e aos adolescentes vítimas de violência doméstica, além da política de reordenação dos abrigos no município do Rio de Janeiro entre outras ações. O compromisso do CMDCA-Rio se firma em aproximar as políticas públicas da população em vulnerabilidade, criando uma ligação com a sociedade civil, convidando a conhecer e participar dessas necessidades.



voltar